Esperando o que é?

Ele é uma língua muito útil para a comunicação internacional.

Importantes características do Esperanto

Internacional: O Esperanto é útil principalmente para a comunicação entre pessoas de diversas nações que não têm uma língua materna comum.

Neutra: Ele não pertence a nenhum povo ou país em especial e por isso funciona como uma língua neutra.

Igualitária: Quando usamos o Esperanto, sentimo-nos mais iguais do ponto de vista linguístico, se compararmos por exemplo com o uso do inglês para se falar com uma pessoa que tem o inglês como língua pátria.

Relativamente fácil: Graças à estrutura e construção da língua, é normalmente muito mais fácil começar a dominar o Esperanto do que qualquer língua nacional estrangeira.

Vivo: Esperanto evolui e vive igualmente como outras línguas e através dele é possível expressar os mais diversos aspectos do pensamento e sentimento humanos.

“A ideia interna do Esperanto é: sobre um fundamento linguístico neutro derrubar os muros entre os povos e acostumar os homens a ver no seu próximo apenas um ser humano e um irmão” [L.L.Zamenhof, 1912]

A ideia básica do Esperanto é sustentar a tolerância e o respeito entre os homens de povos e culturas diversas. A comunicação de fato é parte essencial da compreensão recíproca, e se a comunicação acontece através de uma língua neutra, isso pode proporcionar às pessoas se sentirem em igualdade de condições e de respeito mútuo.

Como usuário comum do Esperanto a gente não pensa com frequência nele como “um fundamento linguístico neutro” e belas palavras referentes a isso. A gente simplesmente se alegra por ter a possibilidade de livre e naturalmente se expressar em conversas com pessoas de outros países e culturas.

O início

O Esperanto foi iniciado por Lázaro Luís Zamenhof no final do século 19 através de um livrinho chamado Lingvo Internacia. Pessoas que desejavam ter contatos internacionais iniciaram o aprendizado da língua e começaram a usá-la. Assim ‘nasceu’ o Esperanto na Terra. Pouco a pouco ele estabilizou-se e evoluiu para uma língua usada e apreciada por muitas pessoas em muitos países.

Primeiros cem anos

Zamenhof apresentou a língua em 1887 e durante os primeiros cem anos ela pouco a pouco se espalhou pelo mundo. Os princípios básicos da gramática, formação de palavras e pronúncia não mudaram, mas o sentido de algumas palavras sim, e introduziram-se muitas novas raízes. Cem anos não é um longo tempo para uma língua! Mas já durante esse tempo muitas pessoas usaram-na, assim contribuindo para a sua evolução natural.

É possível utilizar o Esperanto de muitas maneiras. Ao que tudo indica, as mais comuns são as que apresentamos a seguir.

Para Viajar

É muito interessante viajar “através” do Esperanto. Pode-se hospedar na casa de outros esperantófonos (normalmente sem custos) e assim conhecer o país/região por dentro. Todo ano edita-se o livreto Pasporta Servo, que tem endereços de hospedeiros em mais de 80 países.

Encontros internacionais

Regularmente acontecem encontros de diversos tipos em Esperanto. Eis alguns exemplos: Internacia Junulara Kongreso (Congresso Juvenil Internacional – encontro com cerca de 400 jovens), Seminários Edukado@Interreto (seminários a respeito de coisas da internet), Universala Kongreso (Congresso Universal – o maior encontro, normalmente com mais de 1500 participantes) e Junulara E-Semajno(Semana Esperantista Juvenil – grande festa de fim de ano na Alemanha ou na Polônia).

Edukado@InterretoAtravés da Internet

Se gostamos de usar correio eletrônico ou mensageiros instantâneos ou grupos de discussão, então não faltarão possibilidades de comunicação com outros falantes de Esperanto sobre os mais diversos temas. De fato a Internet e o Esperanto combinam muito bem!

PERGUNTAS FREQUENTES:

Quantas pessoas falam Esperanto?

Ninguém sabe realmente… Não são muitas, se compararmos com as “grandes” línguas, mas são em número suficiente para possibilitar a você usar a língua de muitas maneiras.

Com quais línguas o Esperanto mais se parece?

Depende do ponto de vista… Muitos radicais são originários das línguas europeias, mas a gramática do Esperanto tem vários aspectos, os quais não são típicos de línguas europeias mas fazem com que ela seja algo semelhante, por exemplo, ao turco, ao kiswahili ou ao chinês.

É fácil aprender Esperanto?

Se compararmos com as línguas nacionais, sim. Mas, como sempre, depende do próprio indivíduo e de quantas línguas ele já fala.

Por que chamamos a língua de Esperanto?

No começo a língua se chamou Lingvo Internacia – a língua internacional. Quando Zamenhof a apresentou, ele usou o pseudônimo Doktoro Esperanto (que significa “doutor que tem esperança”). Assim algumas vezes as pessoas usaram o nome “a língua do Dr. Esperanto”, em seguida apenas “Esperanto” e esse é o nome usado atualmente.

La Esperanta flago

O Esperanto tem algum símbolo?

Sim, existem alguns. A estrela verde é o mais antigo. Ela é usada também na bandeira do Esperanto. A cor verde é o símbolo da “esperança” e a estrela de cinco pontas o é dos cinco continentes.

Livro da FEB: Orientação ao Centro Espírita

XII – Recomendações e Observações Gerais

27. Favorecer o estudo do Esperanto pelo seu elevado princípio humanitário e sentimento de fraternidade universal que desenvolve e por mostrar-se como elemento auxiliar na difusão da Doutrina Espírita em outros países